Marketing

Ações do marketing

27 Jan

INTERMED DEIXA DE COBRAR REAJUSTE RETROATIVO 2020 A CLIENTES

Beneficiários pessoa física vão receber reajuste 2021 conforme percentual definido pela ANS, sem retroativo 2020

Por conta da situação de fragilidade econômica em que as famílias brasileiras passam nesse momento, devido à pandemia da Covid-19, a Intermed decidiu não aplicar o reajuste retroativo ao ano de 2020 para clientes pessoa física autorizado pela Agência Nacional de Saúde (ANS). 

Em agosto do ano passado, a ANS suspendeu a cobrança dos reajustes anual e por mudança de faixa etária previstos no período que iria até dezembro de 2020. Com relação às cobranças suspensas, a ANS orientou pelo pagamento diluído em 12 parcelas em 2021, o que não vai acontecer para os beneficiários pessoa física da Intermed.

De acordo com a diretoria da Intermed, Danielle Macedo, os boletos impressos a partir de fevereiro constarão somente o reajuste anual concedido pela ANS neste ano.
“O reajuste concedido pela ANS para 2021 foi de 8,14%. E este será o reajuste aplicado, sem somar ao retroativo do ano passado. São mais de cinco mil clientes beneficiados com o abono desse reajuste suspenso no ano passado e essa decisão da diretoria foi pautada pelo sentimento de empatia com o contexto econômico-financeiro dos nossos clientes. Essa foi a forma que encontramos de reforçar nosso compromisso com a saúde integral dos nossos beneficiários”, destacou Danielle.

A Intermed é um plano de saúde genuinamente piauiense e conta com uma clínica própria com atendimento multiprofissional. Com isso, o beneficiário Intermed encontra atendimento adulto e infantil por meio de consulta presencial ou virtual para diversas especialidades, como clínica médica, cardiologia, ginecologia e obstetrícia, ortopedia, pediatria, infectologia, dermatologia, urologia, endocrinologia, psicologia, nutrição, terapia ocupacional, fonoaudiologia e fisioterapia infantil.


+ Notícias